Páginas

6 de dez de 2010

Apresentação do Espetáculo - 'Quando Tudo Cresceu'

Espetáculo de dança “Quando Tudo Cresceu” será apresentado gratuitamente nesta quarta, dia 8 em dois horários 16:00 e 20:00

Dentro da comemoração do 47º aniversário da Emancipação Política-Administrativa de Votorantim, a prefeitura, por meio da Secretaria de Cultura apresenta no dia 8 de dezembro (quarta-feira) o espetáculo de dança “Quando Tudo Cresceu”, às 16 e 20 horas no Auditório Municipal Francisco Beranger. A entrada é gratuita.
 Criado pelo grupo Coletivo Brincante, o espetáculo que é realizado pelo Edital 069/09 de Produção e Difusão em Dança da Fundação Cultural de Curitiba, busca construir relações de como a criança se percebe dentro do fenômeno do crescimento, seu diálogo e modos de operar com a lógica do mundo adulto, suas possibilidades e restrições, o exercício diário de encontrar caminhos de articulação com esse lugar muitas vezes desconhecido, porém cheio de surpresas.
Elaborado a partir da busca da corporalidade existente nos jogos e brincadeiras infantis, é uma construção artística que provoca o corpo a abandonar seu estado de “espectador passivo” para tornar-se co-criador em tempo real.
O Auditório Municipal fica na Avenida Vereador Newton Vieira Soares, 291 – centro. Mais informações pelo telefone 3243-1191.

Coletivo Brincante
Em 2006, artistas interessados nas questões da infância, criaram o Coletivo Brincante, núcleo de investigação e pesquisa em Dança para crianças. Desde então desenvolve um trabalho específico de busca e construção de uma linguagem mais apurada, mais aprofundada na relação da arte e experimentação estética para a criança.

A busca seguiu na tentativa de encontrar e construir caminhos possíveis na transformação dessa realidade, de trabalhos que colocavam a criança como alguém desprovido da capacidade da construção de significados e sentidos estéticos mais complexos. O primeiro lugar que lhes chamou a atenção foram as brincadeiras e jogos infantis, o modo como essas estruturas se organizam e assumem papéis importantes dentro dos processos de desenvolvimento do ser humano. Como se tratava de processos de investigação que se davam no corpo, logo ficou evidente que era o “corpo” dentro dos jogos e brincadeiras infantis que interessavam.
Surgiram as primeiras perguntas que nortearam o início do trabalho e que permanecem, ainda, em outros níveis de complexidade, como principal proposta e diferencial dos trabalhos artísticos desenvolvidos pelo Coletivo Brincante: Que corpo é esse? Como se organiza? Quais as relações e de que maneira as estabelece no mundo? Como gera e produz sentidos no mundo? E a pergunta que instigava mais ainda: Como todas essas relações promoveriam um determinado tipo de criação em Dança? Seria possível uma “Dança para Crianças”? A provocação é para que todos venham descobrir!
A Cultura Pertence as Pessoas!


Um comentário:

Anônimo disse...

o espetaculo mais lindo que eu assisti no ano todo