Páginas

10 de ago de 2011

Inezita Barroso faz a Abertura da V Violeira de Votorantim

Na sexta dia 19/08 as 19:00 no Auditório Municipal a representante mulher mais caipira do Brasil Inezita Barrosos que comemora seus 60 de carreira,  faz Abertura da V Violeira de Votorantim.
A cidade se orgulha por poder participar e discutir sobre "O Ser Caipira"  e todo seu contexto e conceitos.
A V Violeira continua em Votorantim para que a cidade legitime esta cultura e se veja nela, além de apreciar, fomentar, preservar, reconhecer e dentro disso tudo prosear.
Segue um trecho da Entrevista que Inezita deu a Folha de S.P. neste domingo. Acessem
   

Toda quarta-feira, centenas de homens e mulheres de idade avançada se reúnem à tarde no 451 da avenida Tiradentes, em São Paulo, mais precisamente no auditório do teatro Franco Zampari, onde é gravado o "Viola, Minha Viola", da TV Cultura.
Para eles, a paulistana da Barra Funda Ignez Magdalena Aranha de Lima representa mais ou menos o mesmo que Madonna nas hostes fashionistas. Uma diva.


No caso de Ignez, ou Inezita Barroso, como é conhecida, uma diva caipira. Aos 86 anos, ela está completando 60 de carreira. Metade deles apresentando o programa musical mais antigo da TV brasileira e que proporciona a maior audiência da emissora estatal paulista (de 3 a 4 pontos no Ibope). "A cultura caipira está dentro de cada um de nós. E é fantástica.
Antigamente havia um preconceito, mas hoje todo mundo sabe que não precisa ser acadêmico para ser poeta".


"Viola" é um programa sem concessões que faz contraponto ao "sertanejo universitário" -micaretas, axé e baladas pop. Um gênero comercial que apenas de longe remete às origens rurais.

No "Viola", instrumentos eletrificados, à exceção do baixo, não entram. "Nossa base é a viola, o violão e a sanfona. A música caipira se afasta cada vez mais da raiz, e isso é muito ruim. É sempre assim: onde entra o dinheiro, sai a cultura", diz Inezita. "O tecladinho pode ser bom para dançar, mas para mim é um realejo deitado, um instrumento sem alma. Qualquer coisa que altere os ritmos da música de raiz é ruim. Mas a pior coisa que eu já vi foi um trio elétrico invadindo uma procissão da Festa do Divino, em Mogi das Cruzes [interior de São Paulo]".



E conclui: "A boa música é feita de ritmo, história, boa poesia e comunicação com o público. O mundo mudou muito, mas a cultura caipira nunca vai morrer".



Fonte: http://www1.folha.uol.com.br/multimidia/videocasts/955734-diva-inezita-comemora-60-anos-de-carreira-veja.shtml

'A Cultura Pertence as Pessoas'







Chegou a V Violeira de Votorantim: O Caipira e a Cidade


O Governo Municipal de Votorantim através da Secretaria de Cultura vem desenvolvendo inúmeros debates na cidade, todos relacionados aos modos de se olhar a Cultura de nosso povo e ao mesmo tempo de nosso entorno. Esses debates tem a finalidade de contribuir para a continuidade de nossos hábitos, sejam eles tradicionais ou mais relacionados aos dias de hoje, assim, anunciamos a V Violeira de Votorantim.

A Violeira é um espaço conquistado pela Cultura tradicional que se propõe a se olhar e promover a reflexão sobre como dialogar com o futuro, apontar para onde caminhamos e até mesmo de tentar traçar diretrizes e ações concretas que possam promover esse tipo de “prosa” com a cidade.

Cidade são as pessoas, nossos vizinhos, avôs, avós, pais e mães, tios e tias entre outros que vão se agregando ao círculo de experimentação e vivência de nossa Cultura.

Neste ano uma das atrações da V Violeira de Votorantim é a artista Inezita Barroso, sabe se que por várias vezes já contribuiu com a sua apresentação na cidade, porém, neste momento pode contribuir mais ainda. A Artista completa 60 anos de carreira, trazendo consigo uma proposta de apresentação que promove mais intensamente a reflexão. Funciona como um bate papo, no formato de um programa.

Faz a reflexão sobre a Cultura Caipira e sua importância através de sua própria história, relembra sua infância, o seu envolvimento com a Viola Caipira em um momento onde as mulheres não eram “bem vistas” quando demonstrava essa habilidade ou desejo. Inezita promove a reflexão sobre a Cultura Sertaneja que como vem se desenvolvendo não contribui para a Cultura Caipira como um todo. Disponibilizamos a entrevista completa da artista cedida à Folha de São Paulo no último domingo (07/08/11).

Clayton Leme
Secretario de Cultura

'A Cultura Pertence as Pessoas' 

8 de ago de 2011

Núcleo de Fotografia e seus Olhares da Cidade

Acessem o blog do Núcleo de Fotografia da Secretaria de Cultura de Votorantim, http://nucleofv.blogspot.com/ eles estão em saídas fotográficas e uma delas, tem o Tema
"Espaços Urbanos da Cidade de Votorantim"


'A Cultura Pertence as Pessoas'


Núcleos de Cultura Voltam as Aulas

Alunos dos Núcleos da Secretaria de Cultura Atenção!!!! as aulas voltaram  nesta semana.
A Secretaria deseja a todos um bom retorno, e durante as próximas semanas vamos conversando sobre ações
dos Núcleos pra a cidade de Votorantim.


'A Cultura Pertence as Pessoas'
                  


Escola Professor Azarias Mendes e seu aluno medalha de ouro

Aluno da Escola Estadual “Professor Azarias Mendes”, no Jardim Clarice, Victor Masayochi Hirumitsu conquistou, no mês passado, medalha de ouro na 6ª Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), categoria 7º ano do ensino fundamental 2010. A cerimômia de entrega das medalhas, que contemplou também o professor de Mátemática Marcelo Stevaux, foi realizada no dia 21 de junho, no Teatro Municipal do Rio de Janeiro, com a presença da presidenta da República, Dilma Rousseff.
Victor foi o único medalhista de ouro da região da Diretoria de Ensino de Votorantim. Durante a solenidade de entrega das 504 medalhas da olimpíada, Dilma Rousseff ressaltou o papel da educação para o crescimento econômico e social do Brasil. Acompanhada pelos ministros da Educação, Fernando Haddad, e da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, a presidenta cumprimentou os mais de 500 estudantes e posou para foto com o aluno votorantinense.
A olimpíada é realizada pelos ministérios da Educação e da Ciência e Tecnologia e pelo Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa). Conta ainda com o apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM).
O aluno medalhista foi cumprimentado pela equipe gestora da EE “Azarias Mendes”, formada pela diretora Léa Dias de Moraes Yabiku, vice-diretora Roseli Garcia Mariano Viana, coordenadora pedagógica do ensino fundamental Simone Kruse Soares e pela coordenadora do Ensino Médio, Sandra Regina Martins.

'A Cultura Pertence as Pessoas'